Participar do Programa Educativo do Museu das Telecomunicações é embarcar nessa viagem pela história da comunicação humana com vivências compartilhadas, em visitas mediadas para a formação de um olhar sensibilizado, atualizado, crítico e reflexivo sobre os mais variados conceitos da arte e tecnologia. Isso porque o programa oferece diversas atividades para atender à curiosidade e ao interesse de variados públicos. A ideia é explorar esse universo da comunicação e da tecnologia de forma participativa. Seja você professor, agente cultural, estudante ou apenas um apreciador de conhecimento. Quer embarcar nessa? Então, navegue pelas atividades oferecidas pelo programa, conheça mais e participe também.

O Museu das Telecomunicações, a partir das experiências vivenciadas por seu Programa Educativo, desenvolveu um novo eixo temático abordando o tema Acessibilidades.
Vivemos numa cidade acessível? O que é público diverso? Como é possível promover acessibilidade em espaços culturais?
Essas são algumas das questões abordadas no Caderno Acessibilidades. A publicação busca compartilhar pensamentos e ideias sobre um tema fundamental: o acesso, real e o mais pleno possível, à arte contemporânea, à educação de qualidade e à informação.

A partir de uma perspectiva ampliada, o caderno propõe reflexões e uma noção plural da questão da acessibilidade. Todos são nossos públicos em potencial e todos devem fruir do que temos de melhor: pessoas com deficiência, público da saúde mental, em vulnerabilidade social, idosos, crianças e todos aqueles para quem a acessibilidade possa estar dificultada devido às barreiras físicas, sensoriais, comunicacionais e atitudinais.

Pensado como ferramenta de trabalho para educadores, o Caderno Acessibilidades visa contribuir para o pensamento crítico e para ações e atitudes que promovam o acesso e, consequentemente, o desenvolvimento de uma cidade menos partida e de um país mais igualitário. Vamos pensar nisso juntos?

Baixe aqui o Caderno Acessibilidades.

Visita

Descubra cada pedacinho da história da comunicação humana ativamente. Nessa visita, você tem a oportunidade de explorar a exposição permanente do museu e as galerias de arte contemporânea de forma participativa e interativa. Vai perder? As visitas orientadas precisam ser agendadas previamente e acontecem de terças a sextas às 10h, às 13h e às 15h; quintas às 18h; e sábado às 11h. As visitas são para grupos com o mínimo 6 pessoas. Marque seu horário.

Projeto Continuado

Você vem ao museu, visita e se encanta. E depois? Pode participar das ações do Projeto Continuado para que seja mantido o contato do museu com sua escola ou instituição. Assim, acompanhamos turmas, grupos, educadores ou agentes sociais e culturais para aprofundar nossas relações e, claro, compartilhar o conhecimento dos nossos conteúdos.

Multiplicadores

É educador ou agente social e cultural? Então esse encontro é para você. Aqui, você vai compartilhar e criar juntamente conosco o conhecimento sobre telecomunicações e ainda novas formas de trabalhar esse conteúdo em diferentes regiões e realidades. É o ambiente ideal para trocar informações e experiências na rede formada com os participantes.

Quer receber informações sobre ações dos Multiplicadores? Mande um e-mail para programaeducativo.oifuturo@gmail.com.

Estações Educativas

Todos são bem-vindos para participar dessa atividade, que acontece todo domingo às 15h. A ideia aqui é promover o encontro de entusiastas e curiosos em geral para trocar experiências entre gerações, explorar a riqueza das histórias e memórias que essa vivência propicia.

Núcleo Infância

Aprender brincando é sempre melhor. Ainda mais se você é criança, certo? É por isso que existem atividades voltadas para crianças de 3 a 6 anos, comandadas pela personagem do Museu das Telecomunicação, a palhaça Dona Peitola. Ela se apresenta todo último sábado do mês, sempre às 15h, envolvendo os pequenos visitantes para que vivam experiências criativas com o acervo que conta a história das telecomunicações. Além disso, a Palhaça Peitola também está presente em visitas de grupos agendadas, às terça-feira, 10h e 15h.