O Museu das Telecomunicações do Oi Futuro é um espaço para vivenciar a interatividade. Viajar pela aventura da comunicação humana, com olhos abertos para o passado, para o presente e – claro – para o futuro. Está preparado para embarcar nessa?

Sem Título-1

A viagem vai começar

A primeira dica para essa viagem pelo tempo é que aqui as camadas de informação são reveladas aos poucos, em um formato lúdico e interativo, inspirado no conceito de hipertexto. Assim, cada visitante pode viver uma experiência diferente, descobrindo os conteúdos no seu próprio tempo e respeitando sua própria curiosidade.

A rota é sua

Tudo isso porque quem traça o percurso dessa viagem é o próprio visitante. E essa também é uma das principais características do Museu das Telecomunicações: ele permite que cada pessoa seja simultaneamente ator e espectador. Embarque nessa viagem com a gente pela história da comunicação no Brasil e no mundo.

Linha do tempo

Veja como começou a aventura de criação do Museu das Telecomunicações. Navegue pelos anos e conheça mais.

1978

Criação do Museu do Telephone em BH

Fundado durante a gestão pública do Sistema Telebrás de Comunicação, o primeiro Museu do Telephone é instalado em Belo Horizonte contando com acervo de 200 peças, entre equipamentos antigos e modernos, documentos históricos e audiovisuais.
1981
1978
Fundado durante a gestão pública do Sistema Telebrás de Comunicação, o primeiro Museu do Telephone é instalado em Belo Horizonte contando com acervo de 200 peças, entre equipamentos antigos e modernos, documentos históricos e audiovisuais.

Criação do Museu do Telephone em BH

Fundado durante a gestão pública do Sistema Telebrás de Comunicação, o primeiro Museu do Telephone é instalado em Belo Horizonte contando com acervo de 200 peças, entre equipamentos antigos e modernos, documentos históricos e audiovisuais.
1981
Ainda na gestão pública do Sistema Telebrás de Comunicação, o segundo Museu do Telephone é instalado no Rio de Janeiro, onde hoje está o Museu das Telecomunicações, no prédio do Oi Futuro Flamengo.

Criação do Museu do Telephone no RJ

Ainda na gestão pública do Sistema Telebrás de Comunicação, o segundo Museu do Telephone é instalado no Rio de Janeiro, onde hoje está o Museu das Telecomunicações, no prédio do Oi Futuro Flamengo.
1997
O Museu do Telephone é incorporado à Empresa de Telecomunicações Telemar e se torna Espaço Cultural, com galeria de arte contemporânea e teatro voltado para artes cênicas, música e vídeo.

Surge o Espaço Cultural Telemar

O Museu do Telephone é incorporado à Empresa de Telecomunicações Telemar e se torna Espaço Cultural, com galeria de arte contemporânea e teatro voltado para artes cênicas, música e vídeo.
2001
O Espaço se torna Instituto Telemar, que usa tecnologias da informação para realizar e apoiar ações educacionais e culturais. Com isso, ele reestrutura o Museu do Telephone.

Criado o Instituto Telemar

O Espaço se torna Instituto Telemar, que usa tecnologias da informação para realizar e apoiar ações educacionais e culturais. Com isso, ele reestrutura o Museu do Telephone.
2005
No local do antigo Museu do Telephone, surge esse espaço de convergência dedicado a arte, tecnologia, ciência, conhecimento e cidadania.

Inaugurado o Centro Cultural Telemar

No local do antigo Museu do Telephone, surge esse espaço de convergência dedicado a arte, tecnologia, ciência, conhecimento e cidadania.
2006
Os programas desenvolvidos no Centro Cultural são inovadores e de reconhecimento nacional e internacional. Com essa projeção, muda-se o nome e é criado o Oi Futuro.

Nasce o Instituto Oi Futuro

Os programas desenvolvidos no Centro Cultural são inovadores e de reconhecimento nacional e internacional. Com essa projeção, muda-se o nome e é criado o Oi Futuro.
2007
O antigo Museu do Telephone foi restaurado, ampliado e modernizado para ser criado o Museu das Telecomunicações.

Inaugurado o Museu das Telecomunicações

O antigo Museu do Telephone foi restaurado, ampliado e modernizado para ser criado o Museu das Telecomunicações.